Entre Histórias

A Estranha Máquina Extraviada – José J. Veiga

A Estranha Máquina Extraviada é uma coletânea de 14 contos escritos por José J. Veiga e publicados pela primeira vez em 1967 sob o nome A Máquina Extraviada pela Editora Prelo. Veiga nasceu em 1915, na Fazenda Morro Grande, em Goiás e faleceu em 1999. Seu livro de estréia, a coletânea de contos Os Cavalinhos de Platiplanto foi publicado em 1959, aos seus 45 anos. Ao longo da vida, recebeu importantes prêmios como o Jabuti em 1981 , 1983 e 1993, respectivamente pelas obras De Jogos e Festas, Aquele Mundo de Vasabarros e O Risonho Cavalo do Príncipe; e o Prêmio Machado de Assis em 1997. Em A Estranha Máquina Extraviada os temas centrais dos contos são a brutalidade da vida, a entrega ao vazio do cotidiano e a ação do destino nas decisões das pessoas. A Máquina Extraviada, que dá nome ao livro, é o carro chefe, contando a história de uma cidadezinha do interior que determinada

Nevermore

O Alienista – Machado de Assis

Sejamos Todos Feministas – Chimamanda Ngozi Adichie

Visões da Noite – Ambrose Bierce

Visões da Noite – Histórias de terror sarcástico é uma coletânea de 14 contos escritos por Ambrose Bierce, publicada em 1999 pela editora Record. Bierce nasceu em 24 de junho de 1842, em Ohio, e teve sua morte declarada em 1914, aos 71 anos, após desaparecer no México. Além de escritor, foi herói de guerra e jornalista, tendo colecionado ao longo da vida diversos inimigos (Henry James e Jack London figuram nesta lista) graças à suas críticas extremamente ferozes e sarcásticas. Dedicou-se tarde à ficção, já com mais de 40 anos, escrevendo principalmente contos (de horror, de humor e de guerra), poemas e fábulas. Sua obra mais famosa, O Dicionário do Diabo, foi publicada pela primeira vez em 1906 sob o título The Cynic’s Word Book, sendo um compilado de verbetes com definições satíricas e ácidas anteriormente veiculados em jornais humorísticos e políticos. É considerado

Sejamos Todos Feministas – Chimamanda Ngozi Adichie

Nevermore

A Estranha Máquina Extraviada – José J. Veiga

Entre Nós

O ano é 1992. Um grupo de sete amigos viaja para a casa de Silvana (Maria Ribeiro), na Serra da Mantiqueira. Em meio à um clima leve e descontraído, regado à bebida e rodas de violão, decidem escrever cartas para si mesmos, enterrá-las e só abri-las após dez anos. Quando a bebida acaba, Rafa (Lee Taylor) decide ir até a cidade comprar mais. Felipe (Caio Blat) o acompanha e aceita deixar Rafa dirigir, mesmo um pouco bêbado, em troca de ler o final do romance que este está escrevendo. Na verdade, os dois anseiam serem grandes escritores mas, ao que tudo indica, Rafa é o único com talento suficiente para escrever uma grande obra. No caminho, um acidente que resulta na morte de Rafa acaba mudando a vida de todos eles. Há um corte de dez anos na história e os amigos estão de volta à casa de Silvana para abrirem as cartas. O tempo e a tragédia mudaram completamente o grupo: casais foram

XX

Sejamos Todos Feministas – Chimamanda Ngozi Adichie

Sejamos Todos Feministas é uma versão da palestra homônima, apresentada por Chimamanda Ngozi Adichie, durante o TEDxEuston em 2012. Publicado em 2015 pela Companhia das Letras, o livro traz ainda uma pequena introdução, onde a autora explica que houveram acréscimos ao texto original e conta um pouco de sua experiência na noite de seu discurso. Traz também uma breve biografia da autora e 3 pequenas resenhas de seus romances publicados: Hibisco Roxo, Meio Sol Amarelo e Americanah. Chimamanda nasceu em Enugu, Nigéria, em 1977. Mudou-se para os Estados Unidos ao completar 19 anos, onde formou-se em comunicação e ciência política e concluiu os mestrados de escrita criativa e estudos africanos. Sua primeira publicação foi uma coletânea de poemas, Decisions, em 1997, seguida por uma peça, For Love of Biafra, em 1998. Em 2003, publicou seu primeiro romance, Hibisco Roxo, bem recebido pela

Contos Fantásticos – Guy de Maupassant

A Estranha Máquina Extraviada – José J. Veiga

O Alienista – Machado de Assis

O Alienista – Machado de Assis

Pode um homem, aficionado por uma ideia, enlouquecer? Simão Bacamarte escolheu sua esposa não por sua beleza ou simpatia. Homem da ciência, preocupava-se com o que era deveras relevante: D. Evarista reunia em si as boas condições fisiológicas e anatômicas para dar-lhe filhos robustos, sãos e inteligentes. Mas o destino tem de suas peças e, com o passar dos anos, Bacamarte conformou-se que este não lhe reservara uma continuação de sua dinastia. Mergulhou-se então na ciência, estudando cada um de seus recantos. Afeiçoou-se mais pelo psíquico, o estudo da patologia cerebral. Não tardou muito para que a ideia de reunir todos os dementes da cidade em um só lugar, para assim facilitar seus estudos, lhe permeasse a mente. Itaguaí ganhou então sua primeira Casa de Orates (casa de loucos, sanatório), a Casa Verde, transformando Simão Bacamarte em um respeitável e admirável alienista.

Não Conte a Ninguém – Harlan Coben

A Estranha Máquina Extraviada – José J. Veiga

Nevermore